Alergias no verão: é possível evitá-las
18/11/2013

Basta começar a esquentar, para o nosso corpo sentir os efeitos desagradáveis que o verão traz. É difícil imaginar, mas por trás da beleza e das maravilhas que a estação mais quente traz, as temidas alergias podem se manifestar. Calor, sol e praia são para muitas pessoas, sinônimo de coceira, tosses, espirros, inflamações e irritações na pele. De acordo com a médica Roberta Criado, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), as principais alergias que se manifestam com a entrada da primavera e o início do verão são a dermatite atópica, a urticária e a dermatite de contato. “O suor e a troca de temperatura são excelentes condutores para a alergia. No caso da urticária, as principais manifestações são coceiras e inchaços. Já no caso das dermatites, são eczemas, coceiras e descamação da pele”, explica. Segundo a médica, um dos fatores que intensificam o aparecimento de alergias é o uso de diversos produtos ao mesmo tempo: desodorante, hidratante, perfume, protetor solar etc. “Essa mistura pode provocar alergias, principalmente devido aos perfume contidos neles. Outro fator que pode ocasionar a hipersensibilidade é o uso de produtos não testados dermatologicamente ou que não sejam hipoalergênicos. O correto é procurar a orientação médica”, diz Roberta.

Mas, afinal, o que é alergia?

“É uma resposta imunológica exagerada, que se desenvolve após a exposição a um determinado antígeno — substância estranha ao nosso organismo — e que ocorre em indivíduos geneticamente suscetíveis e previamente sensibilizados”, esclarece Ana Paula Moschione, diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) e médica da Unidade de Alergia e Imunologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas (USP). Dados da Organização Mundial de Alergia (World Allergy Organization) revelam que as doenças alérgicas têm crescido de 30 a 40% em todo o mundo, e estimam que cerca de 30% da população possua algum tipo de alergia.

Prevenção é o melhor remédio

Elas normalmente chegam de mansinho, mas, quando se instalam, causam um reboliço na nossa saúde. Por isso, para ajudar a prevenir e combater as alergias, é essencial manter uma alimentação saudável. “Ainda não existe uma dieta que ‘aumente’ a imunidade, mas sabe-se que indivíduos desnutridos podem apresentar comprometimento do sistema imunológico. Por isso, é sempre importante ter uma dieta balanceada . Alimentos ricos em zinco e vitamina C podem contribuir para uma boa resposta imunológica”, ressalta Ana Paula. Identificar os fatores que desencadeiam a alergia, geralmente presentes no trabalho ou em casa, é o primeiro passo para a prevenção. Depois, para que invasores — como vírus, fungos e bactérias — não ataquem nosso organismo, basta evitar a inalação e o contato com essas causas. “Hidratar bem a pele com loções e cremes hidratantes, evitar banhos quentes demorados, alimentos alergênicos, corantes e conservantes também auxiliam na prevenção”, orienta Roberta. Conforme as especialistas, restringir objetos que acumulem poeira, mantendo o ambiente constantemente limpo e ventilado para evitar a ou bolor) é primordial. Então, proteja-se e aproveite o melhor da estação.

FONTE: VIVA SAÚDE ONLINE

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados