Reunião entre SBD e AAD resulta em importantes conquistas para a Dermatologia Brasileira
28/03/2014

Na semana passada foi realizado o Meeting da Academia Americana de Dermalogia, em Denver, EUA. A diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia, presente no evento, aproveitou a oportunidade não só para manter-se antenada aos avanços da especialidade, mas também para desenhar acordos políticos entre as duas instituições, que são as maiores da especialidade em todo o mundo. O encontro foi muito proveitoso e dele resultaram importantes conquistas, que foram divulgadas esta semana pela SBD. Confira:

1. A SBD, em contínua preocupação com a defesa profissional de seus associados e com a saúde da população, conseguiu que, a partir de agora, entre brasileiros, serão aceitos apenas os associados da SBD como novos membros da AAD. Antes de efetivar essa categoria, a AAD irá verificar junto à SBD se o candidato a se tornar membro é associado da SBD.

2. Ainda nas ações da defesa profissional, a AAD não concordou com a SBD em impedir a inscrição de não associados e profissionais não médicos no Meeting da AAD. No entanto, a SBD acordou com a AAD que estes profissionais não poderão participar das sessões científicas relacionadas à cosmiatria.

3. Com relação à questão de gestão e planejamento, a SBD sugeriu e a AAD já concordou em visitarmos os escritórios da American Academy em Chicago e Washington, aproveitando a vasta experiência da gestão americana para aprimorarmos ainda mais a administração, a gestão e o planejamento da SBD.

4. Sobre a educação médica continuada e capacitação profissional, a Academia Americana aceitou a solicitação e será a embaixadora da SBD junto à renomados hospitais e clínicas nos Estados Unidos (EUA), no intuito de conseguir estágios, treinamentos, fellowships e bolsas de estudo para os associados da SBD.

5.  Ainda nas ações de educação médica continuada, a AAD irá analisar a sugestão da SBD em realizar um Joint Symposium entre dermatologistas brasileiros e americanos a cada dois anos, alternando a realização desse evento, entre o Brasil e os Estados Unidos. No Joint Symposiym a programação científica seria definida a partir do que os americanos gostariam de aprender com os brasileiros e vice-versa.

6. Nas ações de internacionalização objetivando promover maior visibilidade e aproximação entre a SBD e a AAD, sugerimos também que ambas as entidades tenham sessões científicas específicas, com a mesma duração, tanto no Congresso Brasileiro da SBD quanto no Meeting da AAD.

7. Seguindo as ações de internacionalização e aproximação entre SBD e AAD, a Sociedade sugeriu uma parceria com a AAD, oferecendo espaço para um estande da Academia Americana no Congresso Brasileiro de Dermatologia, sem nenhum custo. Em contrapartida, a SBD teria o mesmo espaço para um estande no Meeting da AAD, também sem custo. Dessa forma, acreditamos na maior participação de brasileiros e americanos em ambos eventos. Essa sugestão foi muito bem vista e será analisada pela AAD.

8. Com relação à candidatura do Rio de Janeiro ao Congresso Mundial de Dermatologia em 2019, os membros do comitê responsável pela candidatura do Brasil, apresentou as razões pelas quais temos condições de sediar o Congresso Mundial de 2019 e solicitou o apoio da Academia Americana.

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados