Psoríase: tratamento adequado melhora aparência da pele e reduz constrangimento
29/10/2013

No Dia Mundial da Psoríase, comemorado nesta terça-feira (29), o IPP (Instituto Protetores da Pele) faz o seguinte alerta: aceitar a doença e não fugir da vida social é fator determinante para o tratamento. O objetivo é conscientizar as pessoas, por meio de ações e iniciativas, sobre os cuidados com a pele.

A psoríase é uma doença crônica da pele caracterizada por descamação e lesões avermelhadas. Normalmente, ela acomete cotovelos, couro cabeludo, joelhos, unhas, mãos e pés, mas pode afetar qualquer parte do corpo. Por alterar a aparência da pele, é comum o paciente sentir constrangimento, ficar desmotivado e abandonar o tratamento, avisa o dermatologista Marcelo Arnone, da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia).

— Pacientes com psoríase são mais suscetíveis a depressão e alcoolismo. Por isso, o conhecimento sobre a doença motiva o paciente a procurar tratamento.

Na maioria dos casos, o diagnóstico é feito entre 15 e 40 anos. Por não ser contagiosa, em 30% dos casos a doença se manifesta por conta de uma predisposição genética. Além disso, fatores externos, como estresse e condições climáticas, podem estimular o surgimento do problema.

De acordo com o dermatologista Fabrício Lamy, membro do IPP e da Solapso (Sociedade Latino Americana de Psoríase), “os pacientes que entendem e aceitam a doença costumam obter um resultado muito mais satisfatório do que aqueles que não se preocupam com os cuidados gerais da sua saúde”.

O especialista acrescenta que os maus hábitos de vida, como o tabagismo, sedentarismo e a obesidade, podem agravar a manifestação da doença e dificultar o tratamento.

Já que não tem cura, a psoríase pode ser controlada de forma bastante eficaz. Em casos mais leves, o uso de medicamentos tópicos, hidratação constante da pele e exposição do sol podem amenizar o quadro. Em casos mais extensos e graves, é necessário recorrer aos remédios por via oral. O controle do distúrbio também pode ser feito por meio de uma alimentação saudável acompanhada de uma rotina de exercícios físicos.

FONTE: R7

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados