Oncologistas alertam para riscos de câncer de pele
20/07/2017

Com a chegada do verão os cuidados com a exposição ao sol devem ser redobrados principalmente por conta do risco de câncer de pele. Segundo especialistas existem dois tipos de câncer: o tipo não melanoma que é duas vezes mais frequente em homens e pode levar à morte e o tipo melanoma correspondente a 70% dos casos e que pode causar deformações em partes do corpo.

“A exposição excessiva ao sol ainda é a principal causa do câncer de pele, mas não a única. Alguns casos da doença estão associados a feridas crônicas e cicatrizes na pele, uso de drogas antirrejeição de órgãos transplantados e exposição a certos agentes químicos ou à radiação” pontua a oncologista Ana Paula Borges.

Segundo a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia de Tucuruí (Unacon), assim como os demais tipos de câncer, as chances de cura para o câncer de pele são bem maiores com o diagnóstico precoce.

Para diminuir os riscos de câncer de pele no verão, a Secretária de Saúde do Pará recomenda evitar a exposição excessiva ao sol. Segundo os especialistas, o ideal é permanecer na sombra das 10h às 16h e proteger a pele dos efeitos da radiação UV.. Outra forma de se prevenir é usar chapéus, camisetas e não esquecer o uso de filtro com proteção solar (FPS) no mínimo 30, reaplicando a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre.

Fonte: G1

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados