Doutor, eu tenho… Muito Suor

Doutor, eu tenho… Muito Suor

R$ 4,99

Visualizar sumário

Você já teve a experiência de ir ao médico e não sair totalmente satisfeito? Doutor, suor forte, com muito cheiro, é uma doença? Essa pergunta ficou ali, presa na garganta, mas o médico não deu abertura para tirar a dúvida. Talvez ele estivesse cansado – afinal ele também é humano – e não tenha explicado tudo aquilo que você queria saber sobre o seu problema.

Fora de estoque

Etiquetas: , , , ,
ID do Produto: 1563

Descrição do produto

Prezado leitor,

Há 26 anos exerço a medicina e, confesso a você, é uma profissão apaixonante! Desafia-nos diariamente a buscar novos conhecimentos, a rever velhos conceitos, a quebrar paradigmas, enfim, a nos reinventar. E dentro dessa visão surge a oportunidade de participar do Instituto Protetores da Pele, no qual um grupo de médicos dermatologistas de diversas partes do mundo divulga informações à população de modo simples e ético e, além do portal na internet, temos a série de livros Doutor, eu tenho…

Quando meu amigo, Dr. Omar Lupi, convidou-me para escrever um dos livros e perguntou-me qual tema eu gostaria de abordar, logo pensei em hiperidrose/bromoidrose. Sem dúvida, a questão do suor excessivo é um tema que causa muita angústia e constrangimento. Precisamos, portanto, divulgar informações corretas, éticas, com embasamento científico, porém de maneira simples, para que as pessoas entendam.

O objetivo deste livro é esclarecer vários mitos que cercam o tema, como comer cebola piora o cheiro do suor?, usar antitranspirantes causa câncer de mama?, entre outros. Muitas pessoas têm essas dúvidas, mas se sentem envergonhadas em perguntar ao seu médico ou esbarram em consultas muito rápidas.

Ainda assim, as queixas de suor forte e excessivo são muito frequentes e nos desafiam dia a dia. São inúmeros casos que atendo na minha clínica privada e em meu trabalho assistencial. Vejo que não existe distinção entre classes sociais, sexo ou idade. E, como falei no início, o interessante na medicina é como as coisas evoluem. Hoje podemos usar aplicações de toxina botulínica para tratar o excesso de transpiração ou o odor forte, algo absolutamente impensável há 20 anos. Viva a ciência!

Sineida Berbert Ferreira

  •  
  • Realização
    Protetores da Pele
  • Comunicação
    Visana Comunicação