Finalmente uma abordagem renovada para o vitiligo e, de quebra, acabando com os cabelos brancos
16/08/2013

Uma publicação de agosto de 2013 na prestigiada revista FASEB Journal mostrou resposta terapêutica eficaz para o vitiligo segmentar, a forma mais difícil de tratamento de vitiligo e considerada um desafio terapêutico pelos dermatgologistas.

A pseudocatalase modificada, um novo composto que reverte o estresse oxidativo pode fornecer uma cura para muitos casos de vitiligo e, até mesmo para os cabelos grisalhos. Pesquisadores do Reino Unido e da Alemanha relataram suas observações no FASEB Journal em agosto de 2013.

 O cabelo desenvolve a canície devido ao estresse oxidativo causado por um acúmulo de peróxido de hidrogênio nos folículos pilosos. Os pesquisadores descobriram que a redução deste acúmulo do peróxido de hidrogênio pode ser revertido com um composto UVB ativado chamado PC-Kus, a pseudocatalase modificada.

Schallreuter e cols analisaram 2.411 pacientes de vários países com vitiligo. Cinquenta e sete (2,4%) deles foram diagnosticados com vitiligo estritamente segmentar e 76 (3,2%) foram diagnosticados com vitiligo misto (vitiligo não segmentar). Eles observaram que aqueles com vitiligo estritamente segmentar com um distribuição que acompanhasse o trajeto de um nervo específico, principalmente aqueles casos envolvendo os cílios, apresentavam altos níveis de estresse oxidativo. Estas formas de vitiligo, sabidamente as mais difíceis de tratar, estão associada com uma diminuição da capacidade antioxidante da pele, incluindo um déficit na tiorredoxina redutase, catalase e nos mecanismos de reparo baseados no sulfóxido de metionina redutase. O tratamento PC-Kus ativado por UVB levou a resultados bem sucedidos nestes pacientes  com a repigmentação da pele e dos cílios sendo restaurada.

 

Omar Lupi
Diretor Científico do IPP


Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados