Cuidados com a saúde da pele durante a seca
25/09/2014

Nessa época do ano, muitas cidades sobrem com o tempo seco. Brasília, por exemplo, tem como principal característica climática castigar seus habitantes com a escassez de umidade. Nesse período, há uma série de cuidados a serem adotados, para que a pele sofra menos com a baixa umidade. Nos últimos dias a Secretaria de Defesa Civil chegou a registrar a umidade relativa do ar entre 20% e 30%, sendo que o índice ideal seria de 60%.

O corpo começa a sofrer os sintomas tradicionais da estação. A pele, como maior órgão do corpo humano, é uma das áreas mais afetadas. A mistura entre alta radiação solar, baixa temperatura e umidade baixa são a combinação perfeita para os problemas de pele. Nessa época do ano, a pele fica desidratada, caracterizada por uma pele ressecada, descamativa e, em casos mais avançados pode apresentar coceiras, vermelhidão e manifestações alérgicas.

Evitar que a pele desidrate é a principal dica para esse período, pois nos casos extremos de irritabilidade e coceira da pele, algumas feridas podem aparecer, sendo a partir daí uma porta de entrada para bactérias. Nesses casos, o tratamento será mais profundo. Uma dica importante a ser lembrada é que a água que chega à superfície da pele e a mantém hidratada, vem das camadas mais profundas, por isso, a importância de se ingerir muito líquido nesta época do ano.

Veja algumas dicas para amenizar o impacto da estação na pele:

1- O banho deve ser rápido. Um por dia é o suficiente. Para evitar o ressecamento da pele, a temperatura da água deve oscilar entre fria e morna.
2- Os sabonetes contribuem para o ressecamento da pele. O uso deve ser restrito aos pés, axilas e genitais.
3- Ainda no banho, evite esfregar o corpo. Dispense o uso de buchas ou outros materiais que provoquem atrito com a pele. Esse atrito remove a chamada emulsão epicutânea – um hidratante natural produzido pelo próprio corpo.
4- Após o banho, aplique hidratantes em todo o corpo. Se não houver acesso a produtos industrializados, óleo de amêndoa, glicerina ou vaselina surtem os mesmos resultados.
5- Use hidratantes que sejam associados a filtro solar.
6- Os idosos devem passar hidratante várias vezes ao dia. Com a idade, as glândulas diminuem a secreção natural, tornando a pele mais ressecada.
7- Para os lábios, a hidratação contínua também é necessária. Evita ressecamento e rachaduras. Vale aplicar manteiga de cacau, vaselina, batons, pomadas indicadas para os lábios ou protetores labiais.
8- Importante: ingerir bastante líquido. A hidratação da pele começa de dentro para fora, feita pelo próprio organismo, enviando água às células, das camadas mais profundas às mais superficiais da pele.
9- Atenção: a pele ressecada coça. É uma conseqüência natural. O uso contínuo de hidratante pode evitar esse sintoma.

 

Fonte: Revista Finíssimo

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados