Câncer de pele e acidentes com animais marinhos não são histórias de pescador
17/11/2014

Por volta das seis horas da manhã, o Dr. Fred Bernardes já se encontrava na colônia de pescadores da Barra da Tijuca, situada na Praia do Quebra-Mar, conversando com pescadores e fazendo os últimos preparativos para começar os atendimentos que promoveria no local.

Iniciado há quatro meses, o projeto de conscientização dos moradores de colônias de pesca, apoiado pelo Instituto Protetores da Pele e pelo XX Congresso Ibero Latino-americano de Dermatologia, foi inspirado em ações promovidas pelo Dr. Vidal Haddad Jr. em outras cidades do país. Motivado pela carência de uma iniciativa como essa no estado do Rio de Janeiro, o Dr. Fred procurou a Fundação Instituto de Pesca do Rio de Janeiro (FIPERJ) para mostrar a proposta e, com o aval da instituição, começou o trabalho voluntário.

O primeiro a ser atendido foi o pescador Jorge Carvalho, mais conhecido como “Gim” entre os colegas de profissão. Depois de um bate papo mais informal, Dr. Fred seguiu uma lista de questionários preparados para a situação, no qual havia incluído desde perguntas pessoais – renda, escolaridade, etc. – até perguntas de cunho médico (Há machucados causados pela pesca ou animais marinhos? Em que parte do corpo?).

Isso ditou o tom dos encontros: auxiliado por dermatologistas da Santa Casa, como as doutoras Mariana Frascari e Laís Souza, o especialista examinou pacientes, tomou notas para fins de pesquisa e os orientou sobre como se cuidar, dando dicas de proteção e prevenção para que incluam em suas rotinas. Ao fim de cada consulta, os participantes recebiam um kit com filtro solar e cremes de proteção para a pele.

O projeto, que pela primeira vez contou com a colaboração de outros médicos, já percorreu colônias das áreas Z8, Z9, Z10, Z11, Z12 (arredores da Baía de Guanabara), tendo sido estendida pelo Dr. Fred também para área Z13 (Copacabana, Lagoa, Barra e Recreio).

A ação funcionou como um piloto para um projeto maior e mais abrangente, que está sendo estruturado pelo Dr. Fred em parceria com o Instituto Protetores da Pele. A ideia é, já ano que vem, criar o Dia Nacional da Saúde da Pele do Pescador, levando atendimento, orientação e tratamento para mais comunidades.

 

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados