Caminhar ao ar livre exige cuidados com a saúde da pele
18/05/2016

Caminhar ao ar livre traz benefícios para a pele, mas exige alguns cuidados. A dermatologista Lígia Piccinni Colucci explica que o uso de protetor solar e de repelente é importante durante a prática da atividade física.

Segundo a médica, o protetor solar deve ser aplicado primeiro e, depois, o repelente. “O melhor protetor para quem pratica esportes seria um protetor com fator alto, maior que FPS 30 e Proteção UVA alto. Além disso, é muito importante que tenha resistência ao suor e à água”, disse Lígia. Alguns produtos podem ser aplicados na pele molhada e trazem a indicação “Wet” na embalagem.

Em meio à preocupação com a picada do mosquito Aedes aegypti – que transmite a dengue, a zika e a chikungunya – o uso do repelente se faz necessário. “Temos que nos proteger. Além de usar repelentes nas áreas expostas, evitar usar roupas escuras e muito justas ao corpo”, destacou a médica.

Lígia lembrou que os melhores horários para praticar caminhada ao ar livre são antes das 10h e depois das 16h, quando há uma menor incidência de raios UVB. De acordo com a dermatologista, como a incidência de raios UVA é igual em todos os horários, o protetor solar não deve ser dispensado nem mesmo nesses intervalos. A dermatologista recomenda ainda o uso de roupas com proteção solar e o uso de chapéus com ou sem protetor solar na fibra do tecido.

De acordo com Lígia, atividades físicas ajudam a saúde da pele. “Aumentamos o fluxo sanguíneo periférico (pele e extremidades), o que ajuda uma troca maior do sangue, com maior eliminação de toxinas”, explicou.

 

Fonte: G1

Compartilhe este post!

Post by admin

Posts Relacionados